Conceito Geral

  • PDF

alt

As Cidades do Kilamba, Camama e de Cacuaco estão inseridas num complexo de infra-estruturas regionais, que permitirá consolidar o equilíbrio e a correlação entre diferentes projectos, funcionando como âncora e dos quais se destacam:

1 – Novo Aeroporto Internacional de Luanda;
2 – Zona Económica Especial;
3 – Campus Universitário de Camama.

Pensadas para serem cidades modernas e exemplares de boas práticas, projectadas para acomodar a população residente, as cidades do Kilamba, Camama e Cacuaco contemplam uma vasta rede de serviços públicos que se dividem em três grandes sectores: Centro Político, Educação e Saúde.

O Centro Político englobará o Edifício da Administração Local e dos Serviços Técnicos, Postos de Polícia, Quartel de Protecção Civil e Bombeiros, Central de Correios e Telecomunicações, Edifício dos Serviços Judiciais, no qual está integrado o Tribunal, a Assembleia Municipal e uma Repartição Fiscal.

Na área da Educação, serão construídos Infantários, Escolas do Ensino Primário e Secundário, reflectindo uma verdadeira aposta no crescimento pessoal e profissional dos cidadãos angolanos.

Na Saúde, também se encontram projectadas a construção de Centros de Saúde e o desenvolvimento da rede de serviços de saúde, que apoiarão a população da zona e arredores.

Além da panóplia de equipamentos sociais referidos, os habitantes usufruirão de zonas comerciais, áreas verdes e jardins, bem como de diversas infra-estruturas municipais – redes de drenagem pluvial e residual, de abastecimento de água, de energia eléctrica, de iluminação pública e de telecomunicações –, estando ainda prevista a criação de várias redes de estradas para atenderem ao fluxo de viaturas e passeios, com vista à facilidade de acesso e circulação nas cidades.

Potencialidades da Localização das Cidades do Kilamba, Camama e Cacuaco

Três cidades distintas, porém pautadas por grandes linhas de orientação estratégica, que convergem em eixos estruturantes e indutores de desenvolvimento urbano onde, no quadro de uma visão global e integrada, se definem orientações comuns, relacionadas com o crescimento urbano e com a articulação entre os empreendimentos aí existentes e os projectados, de acordo com o Decreto Presidencial n.º 190/14, de 6 de Agosto.

As cidades do Kilamba, Camama e Cacuaco irão, de forma estratégica e adequada, fornecer o alojamento necessário para aliviar a pressão da capital, Luanda, absorvendo a futura expansão populacional da capital e das províncias, a partir das seguintes linhas orientadoras:

  1. Promoção da Qualificação do Território
  2. Consolidação, Desenvolvimento e Diversificação da Base Económica
  3. Intensificação do Processo de Desenvolvimento Extrovertido
  4. Aposta na Qualificação do Capital Humano
  5. Mobilização dos Actores de Desenvolvimento

A proximidade das cidades da capital permite o fornecimento eficaz de infra-estruturas, representando simultaneamente um atractivo para os residentes que se deslocam diariamente entre estas áreas.

Novas Cidades a Pensar no Futuro dos Cidadãos

O desenvolvimento das cidades do Kilamba, Camama e Cacuaco é um investimento para o presente, mas a pensar nas gerações vindouras. Desenhadas com linhas simples, funcionais, modernas e sustentáveis, estas cidades são um projecto especial, pensado com empenho, esforço e dedicação, cujo horizonte é o crescimento económico e social como prioridades máximas, sempre presentes.

Em Kilamba, Camama e Cacuaco começa a ser escrita uma história, na qual as pessoas são as protagonistas. Este projecto do GCKCC é para elas. É por elas que o Governo de Angola trabalha todos os dias para realizar sonhos que apenas residiam na imaginação de cada um. Agora, o que era apenas um sonho torna-se realidade e a vontade de fazer parte deste projecto uma certeza.

Voltar