Cacuaco

  • PDF

cacuaco-01No âmbito do desenvolvimento e implementação da Nova Centralidade do Cacuaco, foi criado um conjunto alargado e diversificado de infra-estruturas primárias (estruturas viárias; estacionamentos; transportes públicos; sistemas de abastecimento de água, electricidade e gás; saneamento e drenagem de águas pluviais; comunicações, etc.) e secundárias (rede de equipamentos de saúde; escolares; culturais e religiosos; lúdicos e de participação cívica; desportivos; mercados; espaços verdes, etc.), que irão gradualmente assegurar o devido suporte operacional ao longo das diferentes fases de execução da Nova Centralidade, permitindo a existência de níveis adequados de qualidade de vida aos seus habitantes.

Pretende-se a criação de diversas áreas multifuncionais que permitam a promoção de oportunidades de emprego local e, com isso, a possibilidade de elevação dos níveis de desenvolvimento e dinamização social dos seus cidadãos.

Os terrenos onde se irá localizar a Nova Centralidade do Cacuaco preencherão, na sua totalidade, uma área de cerca de 34,18 km2. A linha delimitadora dos municípios de Viana e do Cacuaco atravessa a noroeste parte dos terrenos daquela reserva embora, efectivamente, a sua maior extensão fique integrada no município de Viana.

A primeira fase, que irá ocupar uma área de cerca de 206,44 hectares, deverá funcionar como modelo e alavanca para os processos de desenvolvimento de todas as restantes componentes, que se prevê venham a ser constituídas em redor de um primeiro núcleo urbano central, fundamentalmente dedicado às actividades do nível terciário e equipamentos de infra-estruturas e serviços urbanos (comércio e serviços, administração pública, serviços de saúde, centrais de segurança e combate a incêndios, área verde pública de estadia e lazer, etc.).

Prevê-se assim que, nas etapas posteriores (2.ª fase – aproximadamente 232 hectares; e, 3.ª fase – aproximadamente 270 hectares), a malha urbana delineada nesta primeira fase, seja ampliada e completada dando continuidade à lógica de organização espacial agora implementada, com especial incidência no reforço da oferta residencial e alguns serviços complementares.

Voltar