Camama

  • PDF

camama-line-01Considerando as actividades desenvolvidas pelo Gabinete Técnico para a Implementação e Gestão do Plano Director da Área Residencial de Camama, no período entre 2011 e 2014, verifica-se que esta Instituição pretendeu executar um conjunto de projectos, de modo a concretizar a construção de habitações condignas, vias rodoviárias e pedonais adequadas, espaços verdes, áreas de comércio e lazer, bem como, implementar as infra-estruturas técnicas e sociais, permitindo deste modo que os seus residentes possam dispor com relativa proximidade, flexibilidade e modernidade, de todos os bens e serviços necessários a uma colectividade completa e auto-suficiente, promovendo assim o desenvolvimento e a modernização da região, bem como a melhoria da qualidade de vida dos seus habitantes.

Presentemente, apenas os projectos Construção do Edifício de Administração Local – 1.ª Fase e Construção de Escolas de Ensino Secundário foram iniciados , tendo-se verificado alguns atrasos nos projectos face ao planeamento previsto no Plano de Trabalhos Quinquenal – 2013-2017.

Os atrasos verificados na execução física e financeira dos projectos PIP da Cidade do Camama podem ser justificados pelos seguintes aspectos:

  • Necessidade de elaboração de todos os procedimentos contratuais obrigatórios no âmbito da Contratação Pública, o que condicionou a cabimentação das verbas concedidas e justifica o reduzido montante executado;
  • Processo de transferência das verbas Programa de Investimentos Públicos do Gabinete Técnico para a Implementação e Gestão do Plano Director da Área Residencial de Camama do Orçamento do Ministério do Urbanismo e Habitação para o Orçamento do Ministério da Construção.

As entidades públicas têm desenvolvido as actividades de promoção imobiliária da Área Residencial de Camama com pouca eficácia, uma vez que os promotores imobiliários privados não corresponderam às expectativas iniciais dos organismos públicos angolanos.

Verifica-se fraco interesse pelos processos de urbanização a serem implementados na região, uma vez que apenas 25 promotores apresentaram a respectiva documentação, de um total de 83 a quem tinha sido solicitada informação.

Voltar